rádio blast

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

JUBILEE

A primeira aparição de Jubileu foi em Uncanny X-Men número 244 de agosto de 1989, e seu poder mutante é o de produzir energia plásmica ("fogos de artifício") que são projetados de seus dedos. Essa energia é comandada psiquicamente por ela até o local onde deva ir e o momento em que deve explodir, ela pode fazer com que seja cegante ou apenas ilumine.
De certa forma, seu papel nas histórias dos X-Men era substituir o lugar que Kitty Pryde ocupou durante os anos 1980 de ícone adolescente. Tanto uma como a outra criaram laços com Wolverine. Mesmo a saída dessas duas personagens do grupo foi parecida: considerou-se que Kitty estaria melhor com mutantes de sua idade e foi transferida para os Novos Mutantes; Jubileu também foi transferida, para a Geração X, e também por ser jovem. Sua característica principal era o humor sarcástico juvenil, que davam uma leveza para os momentos mais sérios, e sempre apareciam de forma natural, como em X-men 72 da editora Abril quando ela conhece o professor e diz:"Grande coisa, é só um velho careca. Do jeito que o veteranos falam, achei que fosse mais."
Abaixo, segue as seis edições da série Jubilee, escrita por Robert Kirkman e arte de Casey Jones.

0 comentários:

 
© 2007 Template feito por Templates para Você