rádio blast

quinta-feira, 17 de abril de 2008

EU, mesmo? (by Lua Darkside)

r







É difícil
imaginar o que poderei fazer ou ser daqui a 10 minutos,porque é pouco tempo para
definir as prioridades,decidir, fantasiar, entender quem sou...E o que quero..
quero tudo! Quero o mundo reconhecendo que sou insubstituível,que tudo que eu
faço é importante e que nunca se esquecerão de mim...Mas ao invés disso, só ouço
ecos, sons de minha mente refletindo o que meu coração espera... mas e a verdade
pura... absoluta? Temo perceber que esta não existe, só especulações doentias do
que todos, em seus mundinhos egoístas, tentam definir como correto, como
certo... Há! Há! Há!Então traço planos a longo prazo, porque retardar a espera é
sempre mais fácil...Definir o agora é impossível, prefiro engolir o que está
pronto e empurrar os desejos, reais... a frente...Posso fazer o que quiser, mas
escolho ficar inerte e perplexo diante de minha capacidade inata de
decidir...Por que faria isso? Por que me preocuparia?Por que deixaria de lado
minha afinidade e identificação com todosaqueles que não fazem
nada?Mesmo?!?Assim... interpreto as migalhas que sempre deixei e
compreendo:Sempre serei algo que não entendo, vindo de um lugar onde não existem
limites, feito assim, e assim seguirei meu caminho... Errante, insano...mas,
EU!

2 comentários:

FAGNAROTO disse...

lua me amarrei no seu poema
muito obrigado gostei muito
bjos!

Eluar disse...

Sempre às ordens, amigo!

 
© 2007 Template feito por Templates para Você